Blockchain: tire suas principais dúvidas sobre o assunto aqui!

6 minutos para ler

Com as criptomoedas cada vez mais em evidência, muitas tecnologias que oferecem suporte a sua existência estão, também, sendo utilizadas em outras áreas. O Bitcoin, por exemplo, tem o blockchain como base para seu sucesso.

Por muito tempo, o blockchain ficou escondido e poucas pessoas conheciam essa rede. Contudo, com a popularização da moeda, essa tecnologia passou a ganhar evidência.

Mas afinal, o que é blockchain e como ele pode trazer benefícios para o seu negócio? Continue a leitura deste post e tire as suas dúvidas!

O que é blockchain?

O blockchain é um banco de dados que não possui um formato convencional. Ele é feito, justamente, para formar registros invioláveis e que não podem ser derrubados.

Ele é bastante versátil e pode ser aplicado em outros sistemas, tornando-se uma possibilidade muito interessante para:

  • instituições financeiras;
  • órgãos governamentais;
  • gerenciamento de setores;
  • campanhas eleitorais;
  • seguradoras;
  • empresas de segurança.

O seu grande diferencial é o poder de segurança que confere para as empresas no seu dia a dia. Além disso, ele possui um sistema interessante para garantir a integridade dos dados.

Como funciona o blockchain?

Mas para entender as razões pelas quais o blockchain é tão interessante para as empresas, é importante compreender como ele funciona.

Pense em um grupo no qual todas as decisões precisam ser aprovadas por todos: não importa se há 10 ou 100 pessoas, cada uma delas precisa concordar com cada uma das ações, confirmando se elas são verdadeiras ou falsas.

Cada membro do grupo recebe um livro com cópias dos registros de cada decisão tomada. Ele não pode ser apagado ou alterado, e tudo o que for registrado deve estar presente — de forma idêntica — em todos os exemplares, para que as demais unidades do livro apresentem as mesmas informações.

Essa é uma analogia que permite identificar o que é o blockchain: uma rede que contém todas as transações que foram processadas naquele espaço, sendo formado por uma “cadeia de blocos”. Assim, novos blocos adicionados se conectam às informações registradas anteriormente.

As informações nele contidas são públicas, de modo que todos os usuários (ou seja, a rede) têm acesso aos dados presentes no blockchain. Quando são processadas, elas já não podem mais ser alteradas ou apagadas.

Os dados são propagados por diversos computadores e, quando são atualizados, todas as cópias em cadeia são sincronizadas automaticamente. Essa cadeia também é montada de forma que, caso um dos nós não consiga mais estar presente, nenhuma informação é perdida e a rede não fica comprometida.

Guia da Metodologia AgilPowered by Rock Convert

Toda transação realizada na rede é registrada em todos os blocos, que apresentam um código que os conectam ao anterior, assim como ao seguinte.

Como a verificação de informações é realizada?

Outro ponto importante sobre a tecnologia de blockchain é como essas informações são verificadas, para saber se são legítimas. Para isso, é utilizado um mecanismo chamado “proof of work” — um protocolo criptográfico, feito por meio da resolução de um problema matemático.

Portanto, se ocorrer, por ventura, algum tipo de alteração nos blocos, ao passar por essa “prova de trabalho”, alguns segmentos apresentarão resultados diferentes dos demais. Logo, impede-se o procedimento da transação e o registro posterior.

Esse procedimento de validação é feito, principalmente, por meio de um sistema que tem se tornado cada vez mais famoso: a j. Nele, utiliza-se um software específico para realizar os cálculos e criar novos blocos.

No processo de Bitcoins, cada minerador recebe uma recompensa, com uma certa quantia da moeda, pelo trabalho. Assim, o sistema passa um cálculo matemático no bloco, aplicando uma fórmula matemática específica. Toda vez que ele é aplicado, um código (hash) é gerado. Se o bloco sofrer qualquer mudança, esse código será também alterado — e isso será identificado pelo sistema, bloqueando aquele segmento.

Como essa rede é formada?

A rede de blockchain é formada por diversos nós — máquinas distintas que realizam o processo de registro —, e cada integrante compõe um nó nessa rede. O software roda por cada um dos blocos, auxiliando na distribuição das cópias atualizadas para os demais nós, gerando a autenticação dos dados.

Toda vez que um novo dado é inserido, todos os nós são atualizados. Caso encontre algum problema de registro, aquele nó é impedido.

Um dos pontos que mais gera questionamentos por parte dos usuários que ainda não adotaram o blockchain no seu dia a dia é sobre a segurança dos dados. Afinal, será que eles realmente estão seguros contra invasões?

O blockchain apresenta uma camada adicional de proteção, que é a comunicação criptografada, por meio de chaves públicas e privadas. Isso impede que a rede seja invadida por cibercriminosos, que não terão acesso aos conteúdos nela registrados.

Quais são as vantagens do blockchain?

O blockchain está sendo cada vez mais utilizado, principalmente, devido a uma série de benefícios que ele traz para as empresas que optam por essa rede. Confira as principais vantagens, a seguir:

  • maior segurança — é uma rede praticamente inviolável, já que seria preciso adulterar todos os nós da rede, antes que fosse feita a atualização e validação das informações, para que o invasor ficasse incógnito;
  • presença de um controle massivo dos nós, o que gera redundância de validação das informações;
  • proteção para que a rede continue funcionando, caso vários nós caiam — afinal, os dados estão presentes e intactos em outros nós;
  • confiabilidade dos dados, já que não podem ser apagados ou adulterados;
  • maior transparência, já que todos os nós presentes podem checar os registros realizados;
  • possibilidade de garantir que apenas usuários legítimos façam parte da transação;
  • diminuição dos custos operacionais;
  • maior versatilidade de aplicação do blockchain.

Como vimos, o blockchain é uma tecnologia segura e cada vez mais utilizada por diferentes instituições. Por isso, se a sua empresa ainda não conta com essa ferramenta, este pode ser o momento ideal para que você considere a sua inclusão junto ao seu time de TI.

O blockchain também está presente em uma das grandes mudanças atuais no mercado financeiro: o surgimento do Open Banking. Saiba mais sobre ele e tire as suas dúvidas sobre o tema!

Você também pode gostar

Deixe um comentário