Programação pareada: entenda melhor o que é e como funciona

6 minutos para ler

O desenvolvimento de softwares é um processo que exige muito cuidado e o dobro de atenção, pois o menor erro pode invalidar todo o trabalho e fazer com que o programa não funcione, desperdiçando tempo e recursos.

Sendo assim, a programação pareada é uma das soluções mais eficientes nas quais as organizações têm investido para garantir a produtividade. A ideia consiste, basicamente, em utilizar dois programadores para focar na resolução de um mesmo problema.

Quer entender melhor o que significa programação pareada, como ela funciona e quais são as suas principais vantagens, entre outros aspectos importantes sobre o assunto? Então, continue a leitura para saber mais!

O que é programação pareada?

Você já ouviu falar sobre a metodologia ágil Extreme Programming? Pois bem, a programação pareada — ou em par, como também é conhecida — é um de seus conceitos mais utilizados.

De forma simplificada, consiste no processo de criação de códigos por uma dupla de profissionais de desenvolvimento. Há quem pense que essa prática signifique desperdício de tempo e recursos gastos para realizar uma mesma tarefa. No entanto, a realidade é bem diferente.

É comum que se use o exemplo da cabine de um avião para ilustrar como funciona a programação pareada, na qual duas pessoas a comandam: o piloto e o co-piloto.

Embora o piloto seja munido com toda a capacidade necessária para conduzir a aeronave sozinho, o auxílio do co-piloto é indispensável para que tudo se mantenha em pleno funcionamento, caso ocorra algum problema.

A premissa da programação pareada é muito parecida. O segundo desenvolvedor tem a responsabilidade de analisar o que está sendo feito e realizar as devidas correções durante as etapas da codificação.

Como funciona a programação pareada na prática?

Para que os objetivos esperados pela programação pareada funcionem, é preciso que dois papéis sejam realizados pelos programadores. São eles:

  • controlador: ainda no exemplo da cabine do avião, esse seria o piloto — isto é, quem ficará responsável por operar a máquina —, e a maior parte da codificação ficará sob suas diretrizes;
  • observador: esse profissional assume o papel do co-piloto e analisará tudo o que o controlador fizer, apontando sugestões e levantando dúvidas sobre a eficiência das funções.

Vale destacar que não há uma fixação de papéis na programação pareada. O recomendado é o que os desenvolvedores troquem de função diversas vezes durante cada etapa do processo de codificação, pois isso ajudará a garantir a pluralidade das ideias no código e permitirá que ambos participem ativamente do desenvolvimento.

Quais são as técnicas da programação pareada?

Existem diferentes técnicas para que a programação pareada seja colocada em prática. A seguir, mostraremos dois exemplos básicos sobre como o trabalho em equipe é o que fundamenta esse tipo de codificação, embora existam mais formatos.

Emparelhamento tradicional

Nesse formato de programação pareada, a comunicação faz toda a diferença. Tudo o que o “piloto” realizar deverá ser revisado pelo “co-piloto”. Para que uma ideia saia da mente e vá para o computador, deve primeiro passar pelas mãos dos dois profissionais.

Sempre que uma ideia for lançada por um membro da equipe, o mesmo deve entregá-la ao seu parceiro, para ela seja analisada e testada. Essa abordagem envolve o trabalho em equipe.

Emparelhamento Ping-Pong

Nessa abordagem, o “piloto” realiza um esboço como se fosse um teste comportamental e solicita que o “co-piloto” o aplique para verificar como o código reage. A intenção é realizar a maior quantidade de testes, embora o desafio aqui seja o tempo para refatorar o código.

De forma simplificada, esse tipo de emparelhamento ajuda os programadores a ficarem de olho na codificação e nos elementos de teste, além de também auxiliá-los a realizar o TDD com mais eficiência.

Quais são as vantagens da programação pareada?

Agora que você já sabe o que é programação pareada e quais são as suas técnicas, mostraremos alguns benefícios de utilizá-la na codificação e no desenvolvimento de softwares de sua empresa. Entre suas maiores vantagens, podemos citar:

  • compartilhamento do conhecimento;
  • correção de falhas com muito mais eficiência e agilidade;
  • capacidade de manutenção;
  • confiança;
  • amadurecimento da equipe;
  • aumento da produtividade e disciplina;
  • velocidade;
  • maior qualidade;
  • agilidade nos prazos de entrega;
  • fluxo de trabalho muito mais rápido;
  • aumento da motivação e moral da equipe;
  • propriedade coletiva;
  • engajamento e entrosamento do time;
  • menos interrupções.

Quais armadilhas devem ser evitadas?

Muitas empresas que desejam implementar a programação pareada em seus processos de desenvolvimento de software e codificação enfrentam alguns problemas comuns. Veja, a seguir, quais são as armadilhas que precisam ser evitadas nesse sentido.

Não conseguir trabalhar em equipe

É imprescindível que os profissionais saibam entender e respeitar a forma como cada um realiza o trabalho. A melhor maneira de evitar problemas por falta de comunicação ou dificuldade de convivência é deixar explícito como os processos de pareamento devem ocorrer, não permitindo que qualquer dúvida fique em aberto.

Por exemplo, enquanto há quem prefira analisar o código antes de começar o desenvolvimento, também há quem prefira trabalhar com diagramas. O importante é que os programadores estejam conscientes da forma como cada um prefere atuar e um esquema de funções sejam montado com base nas necessidades do processo.

Não realizar trocas de pares com a frequência adequada

É altamente recomendado que os pares sejam trocados a cada turno, dia e sprint definidos pela equipe. Isso porque cada profissional tem habilidades e expertises diferentes, e isso ajuda a garantir uma boa transferência de conhecimentos e o entrosamento do time.

Não entender o motivo pelo qual estão trabalhando em par

Não basta simplesmente colocar dois programadores para trabalharem pareadamente. É preciso que eles compreendam a razão pela qual esse formato de trabalho foi proposto, já que isso ajuda a tirar o máximo de proveito da situação.

Procure por maneiras de resolver as diferenças, solucionar problemas, realizar a revisão de códigos e conversar. Essas ações devem fazer parte da estrutura do par, sendo realizadas constantemente.

Para concluirmos este conteúdo, vale destacar que, para implementar a programação pareada com eficiência em sua empresa, assim como mensurar o desempenho dos processos realizados, é fundamental contar com o suporte de uma equipe especializada em soluções de TI, como a Datum.

Este conteúdo sobre o que é programação pareada e qual a sua importância foi útil para você? Então, aproveite para compartilhá-lo com seus amigos e familiares nas redes sociais e passar o conhecimento adiante!

Você também pode gostar

Deixe um comentário