Tecnologia 5G: tudo que você precisa saber

7 minutos para ler

Caso você acompanhe os telejornais ou blogs de notícias sobre tecnologia, deve ter ficado sabendo que a tecnologia 5G está chegando no Brasil. Afinal, todos estão falando sobre esse novo modelo de banda larga móvel.

A conexão com a internet se tornou fundamental para todos nos últimos anos, inclusive para as empresas. O passo evolutivo que a tecnologia 5G está trazendo abre uma série de novas possibilidades, até mesmo para a aplicação de outras ferramentas.

Ao longo deste post, queremos mostrar para você um pouco mais sobre a tecnologia 5G, suas diferenças em relação ao modelo anterior, suas possibilidades de aplicação e os principais benefícios para as empresas. Continue conosco e boa leitura!

O que é a tecnologia 5G?

O futuro demanda conectividade e, mesmo que a banda larga 4G tenha trazido grandes melhorias de conexão, as novas tecnologias já exauriram a sua capacidade. É nesse cenário que temos o surgimento da tecnologia 5G.

Conforme dispositivos e aplicações se tornam mais inteligentes e a troca de dados, por meio de conceitos como o da Internet das Coisas, viram algo real, os desafios aumentam dentro de empresas e cidades.

Podemos classificar o 5G como uma evolução da banda larga móvel — ou sem fio. Seu principal objetivo é aumentar as potencialidades da rede atualmente em uso, alcançando altos padrões de velocidade de conexão, ao mesmo tempo em que lida com usuários simultâneos.

Falando de forma simples, a tecnologia 5G promete uma maior possibilidade de transferência de dados, uma cobertura ainda mais ampla e um número de conexões simultâneas muito maior que o oferecido pelo 4G.

Isso é fundamental para uma nova realidade na qual deveremos ter cada vez mais conexões na rede, vindo de dispositivos e softwares inteligentes que buscam alimentar sistemas com dados ou consumir informação.

Qual é a diferença entre o 4G e o 5G?

Em meados de 2012, a novidade era o 4G, com um maior alcance e melhorias de conexão e velocidade. Contudo, o que foi entregue a pouco tempo por essa tecnologia já se mostra saturado.

O modelo atual se mostra interessante para as aplicações do dia a dia, como o uso comum de um usuário padrão da rede, que realiza pesquisas online, realiza upload e download de arquivos, e utiliza redes sociais e players de música ou streaming.

Contudo, o 5G busca maximizar a conectividade da rede, ampliando o leque de possibilidades e entregando uma maior confiabilidade de conexão, lidando com o aumento de usuários conectados ao mesmo tempo.

Para se ter uma noção simples, o 5G é capaz de entregar cerca de 20 vezes mais velocidade de conexão do que o 4G. Isso significa que a rede de banda larga móvel terá a mesma capacidade que uma rede de banda larga fixa, com fio.

Como o 5G funciona?

Tecnicamente, o 5G utiliza faixas de frequência de telefonia mais altas, de cerca de 3,5 Gigahertz até 26 GHz. Essas faixas têm uma capacidade maior de transmissão, ao mesmo tempo em que possuem um comprimento de onda menor, com alcance curto.

Por conta disso, objetos físicos se tornam um problema ao bloquearem o sinal, uma vez que a antena que propaga o 5G apresenta um raio de pouco alcance.

No entanto, os protocolos da tecnologia ainda estão sendo redigidos, e podemos esperar que a infraestrutura para implantação da tecnologia conte com uma maior quantidade de antenas. Também é possível que elas sejam instaladas próximas ao chão, garantindo um menor bloqueio de sinal.

Com uma rede maior de antenas propagando as ondas milimétricas do 5G, a cobertura do sinal tenderá a ser mais ampla e sem falhas de comunicação.

Guia da Metodologia AgilPowered by Rock Convert

Mesmo que estejamos falando do 5G apenas agora, o seu desenvolvimento já ocorre há alguns anos. Em 2014, foram estabelecidos os seus critérios de implantação. Podemos destacar alguns dos principais:

  • consumo de energia até 90% menor em relação à infraestrutura que propaga o 4G;
  • tempo de conexão entre dispositivos móveis inferior a 5 milisegundos;
  • capacidade de conexões simultâneas de 50 a 100 vezes maior que a tecnologia atual;
  • aumento na capacidade de duração de bateria dos dispositivos para manter a conexão.

Como podemos observar, houve uma preocupação em reduzir o consumo de energia para propagação do sinal, para tornar o acesso à internet mais ecológico e sustentável, ao mesmo tempo em que se aumentava a eficiência.

Qual é a sua aplicação?

Já falamos acerca da capacidade da rede em abarcar uma enorme gama de conexões simultâneas. Porém, quando pensamos em tecnologia e novas possibilidades aliadas ao conceito de Internet das Coisas, o principal ponto é a latência da rede.

A latência é a velocidade de comunicação entre dois dispositivos por meio de uma rede. É isso que permite, por exemplo, a troca de dados entre um carro autônomo e um sistema de GPS por satélite, que guia o veículo em seu caminho.

É o que garantirá, também, que uma cirurgia possa ser feita de forma remota, por meio de robôs, sem haver qualquer tipo de problema.

Com o 5G em pleno funcionamento, poderemos ver um aumento significativo da aplicação da Internet das Coisas para uma série de funções, além do surgimento de novas empresas que apliquem esse conceito para seu benefício.

É o caso das fábricas autônomas, munidas de sistemas de inteligência artificial e interligadas com vários robôs e máquinas ao mesmo tempo, que poderão garantir a melhor produtividade possível.

A aplicação também se estende ao campo e à produção agrícola, com a utilização de sensores que permitem um melhor acompanhamento de plantações, criação de animais e outras formas de manejo — a chamada agricultura de precisão.

Quais são os seus benefícios?

Separamos algumas das principais vantagens da chegada do 5G ao país. Vamos a elas.

Maior capacidade

O primeiro benefício, sem dúvidas, é a possibilidade de conexão com um maior número de dispositivos, evitando a instabilidade da rede.

Além disso, esse aumento da capacidade permite que o custo da conexão caia, uma vez que as operadoras conseguem oferecer o serviço para um número ainda maior de clientes, com o mesmo custo de infraestrutura atual.

Mais estabilidade

A estabilidade da rede é outra de suas vantagens, que garante uma menor perda de pacotes durante a comunicação e evita erros e falhas em operações.

Isso é algo fundamental para a implantação de carros autônomos, por exemplo, e outras tecnologias que precisam de conexão direta e em tempo real.

Maior velocidade

Como já dissemos, o principal diferencial da rede 5G será o tempo de latência, que permite aos dispositivos trocarem informações entre si quase que em tempo real.

Assim, será possível realizar streamings ao vivo em alta resolução, além de reduzir o tempo tanto para backups e recuperação de dados em nuvem, como para conexão entre dispositivos inteligentes e muito mais.

A conexão 5G está chegando, e muita coisa no mercado de tecnologia mudará. Novas oportunidades de negócio, ferramentas e possibilidades estarão à disposição de quem se mover primeiro para implantar as novidades.

Quer saber mais sobre essa tecnologia e preparar o seu negócio para o futuro? Entre em contato conosco agora mesmo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário